Pesquisador encontra planta capaz de neutralizar veneno de surucucu


Pesquisa realizada no Laboratório de Venenos e Toxinas de Animais e Avaliação de Inibidores (Lavenotoxi) do Departamento de Biologia Celular e Molecular do Instituto de Biologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) identificou uma planta capaz de neutralizar o veneno da cobra surucucu, a maior serpente venenosa da América do Sul, e também uma das mais letais que existem no país. Ver matéria completa em: globoamazonia.com

Um pouco mais sobre a surucucu:

Indivíduo de Lachesis Foto: Christopher Murray Retirado de: Wikimedia.org

A Surucucu, Pico de jaca ou Malha de fogo, cujo nome científico é Lachesis muta (Figura A), como dito na matéria acima, é a maior serpente venenosa da América do Sul e uma das mais letais que existem no Brasil. Ela pertence à Família Viperidae, à qual também pertencem outras espécies peçonhentas do mundo. Esta espécie é classificada como solenóglifa, nome referente à sua dentição, que é caracterizada pela presença de grandes dentes inoculadores de veneno localizados na região anterior da maxila (Figura B).

Figura B

A surucucu é uma espécie tipicamente encontrada nas florestas tropicais úmidas, como na Mata Atlântica e Floresta Amazônica. Entretanto, no Ceará, um estado dominado pela caatinga semi-árida, também podemos encontrar esta espécie. Há relatos de uma população que vive no Maciço de Baturité, localidade que fica a 106 km de Fortaleza e abriga uma das últimas reservas de Mata Atlântica do estado. O NUROF-UFC conta com um exemplar vivo de Lachesis muta, oriundo exatamente dessa população de Baturité. Não é fácil manter essa serpente em cativeiro, temos toda uma infra-estrutura voltada para ela, como por exemplo sala climatizada com as condições serranas bem próximas do seu habitat natural. Quer saber mais sobre a sucucucu e também sobre outras serpentes? Entre em contato conosco e agende uma visita supervisionada pela nossa equipe de Educação Ambiental!

Por: Luan Pinheiro, membro do NUROF-UFC.

2 Respostas

  1. A planta não é capaz de neutralizar o veneno. É capaz de neutralizar apenas algumas frações do veneno, propriedades semelhantes já foram observadas para várias outras espécies de plantas.

    abraços

    • Complementando o comentário do Paulo.
      Na discussão do trabalho original http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-91992010000200012 (em inglês) os autores chamam a atenção para o fato de demonstrarem a habilidade de diferentes extratos de plantas em neutralizar efeitos biológicos do veneno da serpente (efeitos hemorrágico, hemolítico, proteolítico e de coagulação). Há inclusive casos em que ocorreu 100% de inibição. Portanto há uma demonstração de neutralização de efeitos do veneno e não a elaboração de um antídoto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: