Quem tem medo de sapo cururu?


Quem nunca ouviu ou deu gritos de espanto ao encontrar um sapo cururu? A maioria das pessoas “treme de medo” ao se depararem com sapos, rãs e pererecas. Estes anfíbios anuros possuem muitas adaptações interessantes à vida que vão do desenvolvimento de variados padrões de coloração do animal até cantos belos e complexos. Mas porque eles causam, então, tanto medo e rejeição nas pessoas?

O conhecimento humano em relação aos animais é influenciado pelo meio cultural dos indivíduos. Neste caso, se a espécie for temida, odiada, ou associada ao mal então muito provavelmente seus indivíduos serão mortos quando encontrados pelo homem, como é o caso dos sapos.

Foto Carlos Cândido, disponível em: http://ardobrasil.blogspot.com/2008/10/r-jimi.html

A cultura ocidental tem os anuros como seres envoltos em muitas lendas e crendices. Histórias sobre sapos são bem antigas, o próprio livro sagrado dos cristãos, relata uma praga que encheu o antigo Egito de rãs e os chineses consideravam estes animais como um dos “cincos venenos do deus Yim”, além de os responsabilizarem pelos eclipses. Segundo os chineses os eclipses ocorriam quando um sapo tentava engolir a lua.

Buraco repleto de sapos Foto: Deborah Praciano.

No entanto, a maioria das lendas sobre anuros surgiu na idade média, quando estes animais eram associados a eventos de bruxarias e até ao demônio. Entretanto, mais recentemente, os ciganos acreditavam que eles eram portadores de boa sorte ao casamento, protegiam das pragas, traziam chuvas, e eram reencarnação de mortos prematuros.

É essa cultura de misticismo em torno dos anfíbios que faz com que poucos se interessem pela conservação deste grupo de animais. Assim é necessário que se busque entender quais são os papéis que estes bichos possuem na natureza, certamente isso modificará a imagem de bichos “feios” e “nojentos” que muitas pessoas tem destes animais. Tratarei disso em uma próxima postagem aqui no Blog do NUROF-UFC!

Por: Deborah Praciano, Membro do Nurof UFC

Anúncios

12 Respostas

  1. Muito legal Deborah. Certamente muito dos medos e repulsas que sentimos com relação a certos grupos animais advém da nossa cultura mas principalmente da falta de conhecimento acerca de tais animais (até eu tinha medo de cobra….rsrsrsrs).

    • rsrsrs…também tinha um medo enorme de todos esses animais…mas como eu disse na postagem quando a gente entende o papel que esses bichos têm na natureza, nossa concepção muda totalmente!

  2. Tenho muito medo deste bicho. Acho ele norgento e nao gosto nem de ouvir falar o nome. Já passei noites em claro em uma fazenda com medo deste bicho. Odeio ele.

  3. haiuhaiuhauihaiu

    Eu também tinha pavor desse bicho
    mas agora já estou me acostumando,
    ele passa de terrível a no mínimo interessante, a medida que vc se permite conhece- lo 😉

  4. Penso que quanto mais os conhecemos, menos os tememos e mais os admiramos! O sapo-cururu e os demais anuros são extremamente úteis no combate a alguns insetos que constituem a sua alimentação, sendo portanto úteis ao homem. A informação desmistifica e nos faz conhecedores do mundo em que vivemos!

  5. Legal o texto… Realmente conhecer o animal tira o medo e dá de perceber a importância deles no ambiente. Confesso q tbm morria de medo , hj em dia admiro esses animais..desde caract. morfológicas, reprodução, adaptações …

  6. Peço a gentileza de retirar a foto do sapo-cururu do site.
    A foto é de minha autoria, e não fui consultado sobre sua divulgação nesse site.

    • Caro Flávio,
      Pedimos profundas desculpas pelo inconveniente. A foto que estava nesta postagem “Quem tem medo de sapo Cururu?” foi removida conforme sua solicitação.
      Pode estar certo de que este acontecimento nos alertou sobre a forma como lidamos com as fotos que utilizamos no blog e também de que não agimos com ma fé, tanto que deixamos a citação da fonte.
      Atenciosamente,
      Equipe NUROF-UFC nas Nuvens

  7. Não consigo imaginar um sapo no meu caminho.
    Quando isso acontece ,bate um desespero ao mesmo tempo
    minhas pernas travam, nossa! Tenho um medo incontrolável,
    e não consigo me libertar desse sentimento.

    • Jobenia,

      Geralmente quando se passa a conhecer sobre esses bichos o sentimento de medo e asco transforma para admiração! Acompanhando nosso blog você poderá se informar um pouco mais sobre a biologia dos anfíbios e com certeza vai passar a curtir estes animais!

      Agradecemos sua visita!

  8. Eu nem li por causa da foto. Odeio esse bicho, ele me dá pavor, deixa meu coração a mil e até choro! Odeio esses bichos, até entendo o papel deles na natureza, mas não quero nem ver. Eu não entro em um banheiro se tiver um dentro e não chego perto de nada que um bicho desse esteja.

    Editado por conter erros ortográficos.

    • Olá Sabrina Melo,

      Não há motivo para pânico! Recomendo a leitura do texto, pois está bastante explicativo. Não precisa olhar as imagens, apenas faça a leitura!

      A Equipe Nurof Nas Nuvens agradece sua participação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: