Notícia: Biólogos protegem tartarugas em período de desova no litoral do SE


Voluntários também ajudam a manter ovos longe da ameaça de banhistas.
Local mudou durante 30 anos e aproximou atividade humana dos animais.

No litoral de Sergipe, as tartarugas marinhas estão em período de reprodução. Nesta época, aumenta o esforço de voluntários e biólogos para proteger os ninhos.
Veja o site do Jornal Nacional
Os voluntários usam estacas de madeira na praia para marcar os ninhos. Cada um tem, em média, 120 ovos de tartaruga oliva. A maior maternidade desta espécie no país fica no litoral de Sergipe.

Mas, por conta da movimentação atual, os animais têm dificuldade para chegar até a região. Os riscos são muitos. As tartarugas desovam na areia, nos mesmos lugares onde nasceram há 30 anos.

Em três décadas, a praia mudou. Agora, os ninhos dividem espaço com bares e banhistas. “Realmente, existia o risco de perder as desovas. O pisoteio intenso pode matar o ninho”, diz a bióloga Jackeline Castilho, do Projeto Tamar.
Veja matéria completa aqui: http://twixar.com/GI8kcEY

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: