Notícia: 20 anos de conservação bem sucedida da iguana jamaicana


Considerado extinta desde 1940, uma pequena população foi descoberta em 1990 no sul da Jamaica numa remota floresta tropical seca. Este evento inspirou a formação da IUCN SSC Iguana Specialist Group, que resultou no aumento da população local da iguana jamaicana (Cyclura collei).

Iguana jamaicano (Cyclura collei) Foto: Rick Van Veen

Iguana jamaicana (Cyclura collei) Foto: Rick Van Veen. Fonte IUCN.

Listado como criticamente em perigo pela Lista Vermelha da IUCN, a população de iguana jamaicana foi dizimada pela perda de habitat em decorrência do desenvolvimento agrícola e expansão urbana como também pela produção de carvão vegetal. Outro empecilho à sustentação desta população é a predação por espécies exóticas invasoras como cães, gatos e porcos selvagens. Estes fatores tornam a floresta tropical seca de Hellshire Hills um dos ecossistemas mais ameaçados do mundo, além de ser uma das áreas mais extensas do Caribe. A manutenção da floresta depende da iguana, pois ela se alimenta de frutos e flores ajudando na dispersão e germinação de sementes beneficiando outras espécies da floresta.

A Iguana jamaicano fêmea em uma árvore Foto: Rick Van Veen

A Iguana jamaicana fêmea em uma árvore
Foto: Rick Van Veen. Fonte IUCN.

A iguana jamaicana é geneticamente única indicando que sua especiação ocorreu há muito tempo, isolada de seus parentes mais próximos: iguana anegada (Cyclura pinguis) e a grande iguana azul (Cyclura lewisi). Apesar destas iguanas enfrentarem ameaças semelhantes, C. collei ainda tem que lidar com o mangusto indiano (Herpestes javanicus) mamífero introduzido na Jamaica no final do século XIX. Apesar de ser páreo à uma iguana adulta, o mangusto pode predar ovos e juvenis.

Um mangusto indiano roubar um ovo iguana de um ninho Foto: Rick Van Veen

Um mangusto indiano rouba um ovo de iguana de um ninho
Foto: Rick Van Veen. Fonte IUCN.

Atualmente os jamaicanos podem se orgulhar do repovoamento de seu maior vertebrado terrestre nativo. Antes da reintrodução de juvenis e captura de mangustos, a observação de jovens e filhotes nunca tinha ocorrido. Ainda dependente de conservação, a iguana jamaicana se beneficia do compromisso do governo jamaicano na Convenção sobre Diversidade Biológica e também de recursos de vários zoológicos e doadores internacionais.

Iguana jamaicano (Cyclura collei) - juvenil em árvore Foto: Rick Van Veen

Iguana jamaicana (Cyclura collei) – juvenil em árvore
Foto: Rick Van Veen. Fonte IUCN.

No entanto o programa de recuperação desta espécie encontra-se ameaçado, o potencial para o desenvolvimento em grande escala na Área Protegida do Golfo de Portland, onde está a única população selvagem de iguana jamaicano, impediria o estabelecimento de uma segunda população de C. collei nas Goat Islands o que garantiria a sobrevivência em longo prazo da espécie.

Segundo Tandora Grant, Autoridade Coordenadora da Lista Vermelha e do Programa Oficial da IUCN SSC Iguana Specialist Group, junto com parceiros jamaicanos será descrito etapas de ação para nove objetivos no Plano de Recuperação de Espécies que pode garantir a recuperação da iguana jamaicana.

O IUCN SSC Iguana Specialist Group irá compartilhar o Plano Jamaicano de Recuperação de Espécies em reunião anual que ocorrerá em 14 e 15 de novembro em Kingston, Jamaica.

Notícia sintetizada e traduzida a partir do texto disponível em: IUCN

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: