Bonita, nadadora e cheirosa!


Thamnophis sirtalis

 

san-francisco-garter-snake-captive

Essa é a Thamnophis sirtalis (Serpentes: Colubridae), uma típica serpente de jardim nativa da América do Norte. Com hábitos diurnos, essas serpentes de até um metro e meio de comprimento podem ser encontradas em muitos ambientes, de florestas e pradarias a ambientes urbanos, embora prefiram áreas úmidas, como as margens de lagoas, pântanos e córregos.  

bluestripe-garter-snake

Quanto à aparência, elas capricham! Extremamente variáveis e coloridas, sua região dorsal pode variar de preto, marrom ou cinza ao verde, azeitona ou vermelho, e há normalmente três listras claras ao longo do seu comprimento. Mas ela não é só um rostinho bonito não! A serpente de jardim é uma excelente nadadora e frequentemente caça nadando lentamente ao longo das margens de lagos, muitas vezes varrendo de boca aberta de um lado para outro, aproveitando aquela presa descuidada. E nessa dieta de atleta ela tem uma gama diversificada de refeições, incluindo peixes, anfíbios e seus girinos, minhocas, sanguessugas e outros invertebrados aquáticos e terrestres, além de pequenos mamíferos e aves. 

common-garter-snake-swimming

A saliva da serpente de jardim é levemente tóxica, possivelmente ajudando a imobilizar presas, no entanto, a sua mordida é geralmente inofensiva para os seres humanos. Elas ainda possuem outra característica especial: ser tolerante ao frio, fato pouco incomum no grupo das serpente. É uma das últimas espécies de serpentes a entrar em hibernação em regiões mais frias e uma das primeiras a surgir novamente na primavera.

red-sided-garter-snakes-emerging-from-den

As serpentes de jardim podem ser lindas e ter várias peculiaridades, mas nada se compara a sua vida sexual! Quando a fêmea sai da hibernação, libera um feromônio que atrai todos os machos das proximidades ao mesmo tempo (ver também: Anaconda), resultando em grandes ninhos de acasalamento com até 30.000 cobras ao mesmo tempo. E não bastasse a acirrada disputa pelo sexo com a fêmea, na qual apenas um macho irá fecundá-la, em meio ao grupo pode haver também alguns machos que mimetizam o tamanho, os comportamentos e os feromônios de fêmeas para poderem atrair outros machos e, assim, obter aquecimento e proteção, garantindo a esses machos maior sucesso reprodutivo.

common-garter-snake-mating-mass

Texto por Jamile Lima, estagiária NUROF-UFC

REFERÊNCIAS:

Larsen, K.W., Gregory, P.T. and Antoniak, R. (1993) Reproductive ecology of the common garter snakeThamnophis sirtalis at the northern limit of its range. American Midland Naturalist, 129(2): 336-345.

Mason, R.T. and D. Crews. (l985). Female mimicry in garter snakes. Nature, 316: 59‑60. [PDF]

U.S. Fish and Wildlife Service (1985) Recovery Plan for the San Francisco Garter Snake (Thamnophis sirtalis tetrataenia). U.S. Fish and Wildlife Service, Portland, Oregon. Available at:  http://ecos.fws.gov/docs/recovery_plan/850911.pdf

U.S. Fish and Wildlife Service (2006) San Francisco Garter Snake (Thamnophis sirtalis tetrataenia). 5-Year Review: Summary and Evaluation. U.S. Fish and Wildlife Service, Sacramento, California. Available at: http://ecos.fws.gov/docs/five_year_review/doc774.pdf

SITES ACESSADOS:

Arkive.org

FlMNH

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: