Herpetoarte: Soneto dos Batráquios

O Blog do NUROF-UFC também é um lugar para a divulgação da arte relacionada à herpetologia!

O soneto a seguir foi escrito pela Patrícia Gondim, bióloga e doutoranda em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal do Ceará.

Patrícia Gondim - Soneto dos batráquios

À noite à beira do açude em sangria
O coro dos batráquios sempre anuncia
Que no sertão a estiagem chegou ao fim
É o vigor da vida explodindo como festim

No ocaso aproxima-se a sinfônica orgia
Com suas ímpares vozes viris, da rã à gia
É hora do longo amplexo chegando enfim
Abraço complexo, sexo sem nexo é assim

Como peixes vivem girinos por uns meses
Viram sapinhos e desbravam novas terras
Príncipes não viram, mas há beleza neles

Verdes ou não, de cores mortais às vezes
Não importa se são cururus ou pererecas
Nobre missão deu a natureza a esses seres

Patrícia Gondim

 

Você também quer que sua herpetoarte seja divulgada pelo Blog do NUROF-UFC?
Entre em contato conosco através do email nurofextensao@gmail.com!

Anúncios
%d bloggers like this: